Cursos no agora

Para o segundo semestre, o Laboratório Filosofias do Tempo do Agora está oferecendo uma nova edição do curso "Ética e filosofia política no tempo do agora". O curso faz parte do projeto "Solidariedade em cursos" e tem como objetivos o apoio a grupos vulnerabilizados em função da pandemia, o apoio a professores/as egressos/as de universidades públicas sem inserção no mercado de trabalho e a intervenção no debate público, modo de mostrar e de devolver à sociedade as pesquisas realizadas na Filosofia. O projeto busca  a paridade de gênero, raça e sexualidade e terá metade da renda revertida para a campanha Maré diz não ao coronavírus

 

Ao todo, serão 27 aulas e 3 conferências, com início em 17 de agosto e término em 19 de novembro para quem optar por fazer o curso completo. Os encontros serão sempre de 19h até 21h30. A inscrição para esta modalidade custa R$ 200,00 e ficará aberta até 09 de agosto. Cada vaga dá acesso às salas de aula virtuais, às gravações no YouTube e a uma área restrita do site do laboratório com informações e outros recursos para acompanhamento do curso na íntegra. Terminadas as vagas para o curso completo (com ingresso em sala de aula virtual), serão oferecidas novas vagas para acesso apenas aos vídeos no Youtube e para inscrição nos blocos temáticos.

Inscrições

Curso completo

Se você quer fazer a experiência do curso completo, faça sua inscrição na modalidade “sala do zoom”. Até o dia 11 de agosto, essa modalidade custa R$ 200,00. A partir de 12 de agosto, este pacote completo passa a custar R$ 250,00. O curso começa dia 17 de agosto, mas você pode se inscrever a qualquer momento e, a partir daí, terá acesso:

 

*à sala de aula virtual e aos vídeos gravados no YouTube para rever depois;

* ao site interno com todos os materiais do curso;

* às três conferências em sala de aula virtual;

* certificado de conclusão de 90h/aula.

Para fazer a inscrição:

 

1 - você deve realizar o pagamento no sistema do Mercado Pago

2 - após o pagamento, você será redirecionado/a a uma página de confirmação de inscrição ou pagamento em processamento.

3 - aguarde um email de confirmação de sua inscrição. Neste email, você terá todas as informações sobre como ter acesso à sala de aula virtual e aos materiais complementares do curso.

Se você acha que não precisa da experiência do curso completo, estamos oferecendo uma nova modalidade de inscrição. Você escolhe o bloco que quer assistir, paga R$ 30,00 ou R$ 60,00 (depende do número de aulas) e ganha acesso:

 

* às transmissões ao vivo pelo canal do Youtube;

* às gravações no canal do Youtube;

* às três conferências, que serão públicas.

Blocos temáticos

Coordenação do projeto

Solidariedade em cursos 

 

Carla Rodrigues (UFRJ/Faperj)

Juliana de Moraes Monteiro (UFRJ/Faperj)

carla@tempodoagora.org

 

 

Coordenação geral do curso "Ética e filosofia política no tempo do agora"

 

Beatriz Zampieri (UFRJ)

Redes sociais

icone yt.png
icone ig.png
telegrama.png
pngflow.com.png

Comissão de matrículas: 

matricula@tempodoagora.org

 

Victor Galdino (UFRJ) 

Luís Felipe Teixeira (UFRJ) 

Canal do Telegram - para entrar, clique aqui 

Chat do Telegram - para entrar, clique aqui

 

Comissão de comunicação: 

comunicacao@tempodoagora.org

Luís Felipe Teixeira (UFRJ) - Canal Youtube

Teresa Dantas (UFRJ) - Instagram e Facebook 

 

Campanha Doe uma Bolsa:  

https://www.tempodoagora.org/bolsa

 

Carla Rodrigues (UFRJ/Faperj)

Gabriel Lisboa Ponciano (UFRJ) 

IMAGENS DO DEMOS: PENSAR POLITICAMENTE A PARTIR DE JACQUES RANCIÈRE

Victor Galdino (UFRJ)

CHANTAL MOUFFE: DA DEMOCRACIA RADICAL AO POPULISMO DE ESQUERDA

Gabriel Henrique Lisboa Ponciano (UFRJ)

DESCOLONIZANDO O COTIDIANO

Victor Galdino (UFRJ), Tássia Áquila (UFRJ), Everton Rangel (UFRJ)

FEMINISTAS CHICANAS: FLORES E CORES, ESCRITAS DE MULHERES QUE HABITAM E REABILITAM A LINGUAGEM

Viviane Bagiotto Botton (UNAM/UERJ), Marianna Poyares (New School) 

CONFERÊNCIA

O FILÓSOFO E A PANDEMIA: OS AUTOS DO CASO AGAMBEN

Prof. Daniel Arruda Nascimento (Faculdade de Direito/UFF)

GIORGIO AGAMBEN: UM FILÓSOFO PARA O SÉCULO XXI

Beatriz Zampieri (UFRJ), Juliana de Moraes Monteiro (UFRJ/Faperj), Isabela Pinho (UFRJ), Pedro Oliveira (UFRJ), Danielle Magalhães (UFRJ)

POTÊNCIAS DE DESCONSTRUÇÃO: DESDOBRAMENTOS ÉTICOS E POLÍTICOS DO PENSAMENTO DE JACQUES DERRIDA EM UM MUNDO EM PANDEMIA

Ana Emília Lobato (UFRJ), Danielle Magalhães (UFRJ) e Guilherme Cadaval (UFRJ) e Teresa Dantas (UFRJ)

CONFERÊNCIA

DRUCILLA CORNELL: “REPENSANDO O FEMINISMO ÉTICO ATRAVÉS DO UBUNTU”

Profa. Maria Walkiria Cabral (IPPUR/UFRJ)

PERFORMATIVIDADE, CORPO E LUTO EM JUDITH BUTLER E UM DEBATE COM SIMONE DE BEAUVOIR

 

Ana Luiza Gussen (UFRJ), Carla Rodrigues (UFRJ/Faperj), Luis Felipe Teixeira (UFRJ), Nathan Teixeira (UFRJ), Paula Gruman (Université de Paris), Petra Bastone (UFRJ), Rafael Cavalheiro (UFRJ/Uerj), Tássia Áquila (UFRJ), Thais de Bakker (PUC-Rio)

SEMENTES DE BRUXAS: ESCRITAS DE MULHERES QUE DESLOCAM O EIXO DA HISTÓRIA

Isabela Pinho (UFRJ), Ana Emília Lobato (UFRJ), Beatriz Zampieri (UFRJ), Danielle Magalhães (UFRJ), Juliana de Moraes Monteiro

CONFERÊNCIA

ENCERRAMENTO DO CURSO

Katiúscia Ribeiro (UFRJ)

Programação

Resumos dos cursos

Imagens do demos: Pensar politicamente a partir de Jacques Rancière

Victor Galdino (UFRJ)

Terça-feira, 18 de agosto e Quinta-feira, 20 de agosto

Resumo: Apesar dos conceitos de Rancière serem destinados a intervir em debates localizados, eles têm validades e pertinências que transcendem esses contextos, ainda que isso não sustente uma aplicação universal. Isso significa que podemos nos apropriar deles e do modo de pensar que os sustenta — mas também significa pensar as limitações e possibilidades do discurso filosófico que se orienta pela intervenção no aqui e agora. Assim, podemos tratar do que seria um pensar politicamente a partir de J. Rancière, algo que, em última instância, nada mais seria que um pensar democraticamente que independe de filiação autoral. Assim, o conceito-imagem de demos proposto por Rancière foi escolhido como eixo deste módulo e será mobilizado para visualizarmos, a partir uma perspectiva pouco usual, uma série de questões de nosso tempo envolvendo os seguintes temas: populismo e democracia, emancipação e saber, crise e insurreição, distopia e utopia.

 

Chantal Mouffe: da democracia radical ao populismo de esquerda

Gabriel Henrique Lisboa Ponciano (UFRJ)

 

Terça-feira, 25 de agosto e Quinta-feira, 27 de agosto

Resumo: A obra política de Chantal Mouffe perde muito, e pode até se tornar incompreensível, se for pensada sem que se leve em consideração o contexto político no qual ela se insere. Nossas aulas, portanto, partirão da análise do cenário político europeu a partir da década de 90, marcado pela hegemonia neoliberal e pela indistinção entre esquerda e direita, para pensarmos como a ideia de Democracia Radical é apresentada nas obras mais recentes da autora e como tal ideia responde a esse cenário. A partir da questão do surgimento do populismo de direita e de seus efeitos sobre a cena política, apresentaremos a ideia de um populismo de esquerda, ideia essa que, no pensamento da autora, sucede, como proposta de intervenção política, aquela da Democracia Radical.

BLOCO 1     18 - 27 AGO

O Filósofo e a pandemia: os autos do caso Agamben

Conferência prof. Daniel Arruda (Faculdade de Direito/UFF)

Segunda-feira, 31 de agosto

Giorgio Agamben: um filósofo para o século XXI

Beatriz Zampieri (UFRJ), Juliana de Moraes Monteiro (UFRJ/Faperj), Isabela Pinho (UFRJ),

Pedro Oliveira (UFRJ) e Danielle Magalhães (UFRJ).

Terça-feira, 1 de setembro, Quinta-feira, 3 de setembro

Terça-feira, 8 de setembro, Quinta-feira, 10 de setembro

Resumo: O curso "Giorgio Agamben: um filósofo para o século XXI" traz como proposta uma imersão no pensamento do autor italiano a partir de cinco aulas, divididas em cinco eixos temáticos.  Referência fundamental dos estudos contemporâneos, Agamben é, sem dúvida, um dos grandes pensadores do século XXI. No curso, abordaremos o diagnóstico jurídico-político acerca da relação entre direito e vida de Agamben,  a noção de comunidade que vem, a relação entre memória e imagens a partir dos conceitos de arquivo e testemunho, o estatuto político do verso para pensar o nosso tempo. Nesse sentido, articularemos a obra do filósofo com questões cruciais para o tempo do agora, procurando intervir nos debates atuais por meio de conceitos mobilizados pelo pensamento agambeniano.

BLOCO 2     31 AGO - 10 SET

 

Performatividade, corpo e luto em Judith Butler e um debate com Simone de Beauvoir,

Ana Luiza Gussen (UFRJ), Carla Rodrigues (UFRJ/Faperj), Luis Felipe Teixeira (UFRJ), Nathan Teixeira (UFRJ),

Paula Gruman (Université de Paris), Petra Bastone (UFRJ), Rafael Cavalheiro (UFRJ/Uerj), Tássia Áquila (UFRJ),

Thais de Bakker (PUC-Rio)

Terça-feira, 15 de setembro e Quinta-feira, 17 de setembro

Terça-feira, 22 de setembro e Quinta-feira, 24 de setembro

Terça-feira, 29 de setembro e Quinta-feira, 01 de outubro

Resumo: A obra de Judith Butler oferece recursos importantes para pensarmos a vida e os processos que a constituem em laços de interdependência -- especialmente em um mundo corriqueiramente diagnosticado como “em crise”. O pensamento da filósofa acompanha uma preocupação ético-política que busca formular bases para uma ética global e passa por uma crítica do universalismo para propor uma ética da não-violência que substitua as premissas liberais do individualismo.  A partir das proposições de Butler, este curso tem como objetivo desenvolver articulações entre o tempo de agora e alguns dos principais conceitos que atravessam a obra da filósofa. Por meio desses recortes conceituais, buscaremos contribuir com uma reflexão acerca dos enquadramentos que fazem com que algumas vidas sejam mais vulneráveis, precárias e matáveis do que outras.

BLOCO 3     15 SET - 01 OUT

 

Descolonizando o cotidiano

Victor Galdino (UFRJ), Tássia Áquila (UFRJ), Everton Rangel (UFRJ)

Terça-feira, 6 de outubro e Quinta-feira, 8 de outubro

Terça-feira, 13 de outubro e Quinta-feira, 15 de outubro

Resumo: "Desejamos profundamente que o mundo como nos foi dado acabe". Partindo dessa afirmação de Jota Mombaça, propomos articular, neste curso, os seguintes temas: i) a herança colonial e o trauma que ela impõe ao sujeito racializado; ii) os modos de recusa da norma no cotidiano e destituição de certos processos de assujeitamento; iii) emancipação da imaginação política. Mas isso sem deixar de pensar o modo como nos envolvemos e somos constituídos pela violência que nos é feita e pelas normas que não desejamos mais, além do custo que envolve viver neste mundo desejando outro. Lista de autores e autoras: Frantz Fanon, Denise Ferreira da Silva, Jota Mombaça, Achille Mbembe, Jack Halberstam, Fred Moten, Veena Das, Davi Kopenawa, Saba Mahmood.

BLOCO 4     6 - 15 OUT

 

Potências de Desconstrução: desdobramentos éticos e políticos do pensamento de Jacques Derrida em um mundo em pandemia

Ana Emília Lobato (UFRJ), Danielle Magalhães (UFRJ), Guilherme Cadaval (UFRJ) e Teresa Dantas (UFRJ)

Terça-feira, 20 de outubro e Quinta-feira, 22 de outubro

Resumo: O minicurso traz como proposta pensar o tempo do agora em cinco aulas. As reflexões partem de uma leitura ético-política de temas gramatológicos importantes no pensamento de Jacques Derrida tais como as cinzas que se abrem pra pensar o luto, literatura e política, a possibilidade de uma escrita/escuta otobiográfica e a crítica à cultura falogocêntrica a fim de entrever possibilidades de mudança pela via da desconstrução.

BLOCO 5     20 - 22 OUT

 

Sementes de Bruxas: escritas de mulheres que deslocam o eixo da história

Ana Emília Lobato (UFRJ), Beatriz Zampieri (UFRJ), Danielle Magalhães (UFRJ), Juliana de Moraes Monteiro (UFRJ/Faperj), Isabela Pinho (UFRJ)

Terça-feira, 27 de outubro e Quinta-feira, 29 de outubro

Terça-feira, 03 de novembro e Quinta-feira, 05 de novembro

Resumo: O curso propõe um deslocamento das narrativas hegemônicas ocidentais a partir da obra da autora italiana Silvia Federici. Seguindo a proposição endereçada por ela em "Calibã e a bruxa" de que "o mundo precisa de uma sacudida", as aulas abordarão temas como a domesticação da linguagem do feminino – a partir de figuras míticas vistas como monstruosas e selvagens, como as bruxas, as Sereias, a Esfinge etc, em diálogo com autoras que tratam do perigo de uma história única –, o estatuto político da fofoca, tida como uma fala feminina desqualificada, e a poesia contemporânea brasileira escrita por mulheres a fim de questionar as estruturas de exclusão da sociedade contemporânea.

BLOCO 6     27 OUT - 5 NOV

 

Feministas Chicanas: flores e cores, escritas de mulheres que habitam e reabilitam a linguagem

Viviane Bagiotto Botton (UNAM/UERJ), Marianna Poyares (New School)

Terça-feira, 10 de novembro e Quinta-feira, 12 de novembro

 

Resumo: As Chicanas aparecem no momento em que outros movimentos nos EUA lutavam por lugares e direitos, especialmente os movimentos feministas da 2a onda. O termo que as nomeia é forjado pela positivação e feminilização de “Chicano”, usado para desqualificar os americanos mestiços e/ou os imigrantes de origem latino-americana, chegando a ser usado por eles para auto-exaltarem uma identidade que os unia contra o preconceito e a exploração. As Chicanas, porém, apesar de compartilharem essas opressões com eles, viviam as suas próprias, tanto no âmbito social, quanto no interior de suas famílias, especialmente com o machismo da tradição. Inicialmente um grupo de luta e empoderamento, as Chicanas se consolidaram como uma potência criativa, feminista e feminina, inclusive reinventando este termo e realocando normas sociais. Expressões dessa potência e um pouco dessa história será o tema do minicurso, que começa com textos e o contexto da criação do movimento; passa pela leitura de alguns trabalhos e teorias de escritoras expoentes do grupo; e considera, para finalizar, alguns detalhes da receptividade delas, especialmente por uma das principais escritoras mexicanas do século XX: Elena Poniatowska e a sua confluência com o levante feminista da brillantina de 2019 na Cidade do México.

BLOCO 7     10 - 12 NOV

 

Drucilla Cornell: “Repensando o feminismo ético através do uBuntu”

 

Conferência profa. Maria Walkiria Cabral (IPPUR/UFRJ)

 

Terça-feira, 17 de novembro

Conferência de encerramento – Katiúscia Ribeiro (UFRJ)

Quinta-feira, 19 de novembro

BLOCO 8     17 - 19 NOV

 
icone yt.png
icone ig.png
telegrama.png
pngflow.com.png